16.6.11

PODEM COMER-SE PALAVRAS

 Sem luz, grandiosos e serenos, os abraços do Afonso. Eu recebia-os calada. Porque palavras são molas a trincar sentimentos.

2 comentários:

carlos pereira disse...

e as palavras que valem a pena são aquelas que
ecoam na cabeça e se guardam no coração

Dobra disse...

verdade :)

Enviar um comentário