26.9.11

Diário de Etelvina (01)

Etelvina entrou no hospital psiquiátrico. A chefe de psiquiatria estava ao telefone, falava tão alto que as palavras soavam no corredor. Chegou um funcionário e explicou-lhe que teria de ir conhecer os doentes, estavam no piso três na sala trinta e três. 
Etelvina tinha sido contactada para a primeira entrevista e ia entrar na sala dos doentes sem saber o que fazer. Seguiu o funcionário e espreitou. Muitas mulheres sentadas nas cadeiras encostadas à parede, falavam com os braços e uma delas chuchava no dedo com tanta força que parecia ir comer-se a si mesma. 
Enquanto escolhia as palavras sentiu uma mão no ombro e uma voz que lhe disse: Agora podemos falar. Venha comigo.
Etelvina seguiu a Dra. Guilhermina Guilherme até ao andar de baixo.


Sem comentários:

Publicar um comentário