31.8.08

A PERSISTÊNCIA DO MUNDO


(Picasso)

Muito tempo sem rotina pode transformar-nos em verdadeiros “fazedores de coisa nenhuma”. Chegou o tempo de voltar a colocar o relógio no pulso e a vida no pensamento. O corpo ficou com as marcas do sol e a alma evadiu-se do mundo que persiste.

Sem comentários:

Publicar um comentário