25.7.12

O amor também se come

O senhor José era o dono da mercearia mais chique do bairro. Tinha por hábito fazer panquecas para os vizinhos do prédio e dizia bom dia com todos os dentes que lhe restavam. O homem das colheres de prata dizia que o amor também se come e a Maria, no dia em que percebeu que não recebia as panquecas do Sr. José por sair sempre cedo de casa, ligou ao homem das colheres de prata para lhe ensinar a fazer o amor que também se come.

Sem comentários:

Publicar um comentário