6.12.08

LEVARAM-NA


Era o dia de partir. Cedo a esperavam os homens. Tinham-lhe dito que precisava mudar de lugar, de ir para onde nunca tinha sido. Pegaram-lhe nos braços e, com força, levaram-na para perto do ruído da secura das árvores. A mãe não podia impedi-la, tinha morrido há muito tempo, quando ela ainda não tinha vontade.

1 comentário:

Anónimo disse...

"Foi assim a minha primeira visita ao zoo."

Publicar um comentário