2.12.08

SEVERA


Lisboa e o fado. O beco, a rua, a guitarra e o destino. Lisboa e o som da viela. Timbre de voz sofrida que canta amores, traições, infiéis relações desmedidas.
Lisboa e a severa. A mulher do fado inteiro.

Sem comentários:

Publicar um comentário