10.12.08

SEXO EM FORMA ESCRITA

Em 1986, Kim Basinger e Mickey Rourke fizeram furor.

Sabe, quem escreve todos os dias, que há temas onde a dificuldade impera. Não são ideias nem preconceitos que fazem barreira à escrita, é intrínseco ao tema, o entrave nas palavras. Escrever sobre sexo é exercício complexo. Mais que o acto. Os parágrafos acontecem mais pequenos, os conceitos escolhem-se com cuidado e, é muito grande, o risco de encontrarmos uma estrada cor-de-rosa cintilante onde o piroso domina. Os corações a brilhar, os lugares comuns, as palavras que, de ditas a escritas, resvalam para registo parolo indescritível.
Percebe-se a dificuldade de uma escrita horizontal quando preparamos as linhas e a pontuação, num chorrilho brejeiro e dourado de letras mais molhadas que o desenho de uma realidade vivida ou chuva de suspiros sussurrados em dia de Inverno.
Escrever sobre sexo é difícil. O maior e mais completo encontro entre nós e nós próprios, pode não ser objecto de materialização em texto porque, quase sempre, o ultrapassa.

3 comentários:

Unknown disse...

É com sinceridade que lhe ofereço o selo que pode ir, se quiser, buscar, ao meu blogue, e que se chama: I Love You Blog. Bj.
Eduardo

Unknown disse...

Onde está You blog deve ler-se Your Blog.
EA

Anónimo disse...

Obrigada pela honra, Eduardo.

Publicar um comentário