24.1.12

Parva vontade

É a minha vontade, a vontade que desarruma as ideias e as leva para gavetas impróprias. A vontade que se agarra e se tapa com o cobertor castanho, se empurra para debaixo do sofá de um escritório muito desarrumado. Parva, esta minha vontade sem caminho.

Sem comentários:

Publicar um comentário