24.4.12

Sem cor no arquivo

Eram centenas de imagens por cima de palavras. A escolha, a vontade, a estética e o trabalho de anos. Arquivo para visitar o passado das palavras e dos gestos em pinturas. Desapareceram as imagens e eu não entendo. Todas estavam identificadas, tinham sido escolhidas ao lado do meu chá verde, quente e macio. Sem açúcar. O arquivo está com palavras e não tem ritmo nem cor. A vontade de acabar com escolhas difíceis e recolher ao preto e branco das letras, ao vazio ou ao conteúdo de algumas dispersas ideias. Tiraram de mim a vontade de escolher e isso aborrece-me.


Sem comentários:

Publicar um comentário