10.9.08

BOLHA E CANSAÇO


(Manuela Pinheiro)

Que, dentro da bolha do abraço, fique a consciência de um mundo por viver. Nada que se perca e que interesse. Espaço e tempo excluídos por desgraça de não obliterarem a vida como quero.


(Manuela Pinheiro)

Sem comentários:

Publicar um comentário