9.10.08

A FERRO E FOGO


(Mário Cesariny)

Hoje voltei do nada. Regresso ao que sou, todos os dias, deixando os detalhes à porta. Tranco-me no espaço das essências encontradas a ferro e fogo.

Sem comentários:

Publicar um comentário