13.5.11

CONSOLO IRRITANTE

Desembrulha as palavras à minha frente e põe todas as coisas nuas. Puxa a corda com força. Desembrulha tudo outra vez e diz-me que há verdades escondidas. Pega na corda e guarda-a. Irrita-me e consola-me. É preciso.

1 comentário:

ana sales pinheiro disse...

Isso é bom...!
Sem monotonia;)
Beijinho

Enviar um comentário