18.7.11

CONVITE

Quando recebi o convite para jantar fiquei tão surpreendida que disse que sim sem pensar. Era a hora de colocar o vestido preto e os sapatos abertos atrás, sempre arejava os calcanhares enquanto ouvia conversa morna.

3 comentários:

Dobra disse...

Resposta a um comentário anónimo não publicado: "Jardim do Éden"

Quem não distingue ficção de realidade não vive.
Os comentários anónimos deste teor são dignos da mais ignóbil cobardia. Se o seu objectivo é ser conhecido pela criatividade, convém que envie os seus textos a uma editora, uma vez que não faço nem crítica literária, nem edição e nem publicação. Este espaço é dedicado à literatura, não à vida. À ficção, não à realidade. Ao verosímil, não ao verdadeiro.
Não vou deter-me mais com um comentário anónimo. Apenas para o alertar que aqui sou autora, narradora, personagem e nunca - NUNCA - pessoa.

ana sales pinheiro disse...

O teu problema é escreveres muito bem. Há pessoas que devem ficar completamente trocadas...
Não imagino o que se tenha passado, mas lá que alguém se passou, passou!
Quem não sabe distinguir entre um texto e a realidade, afoga-se na ficção e é limitado... pode ser perigoso, mas isso é para psiquiatras, não para escritores. Continua a escrever para que quem gosta de ficção e de boa literatura possa apreciar a tua escrita. Quanto aos anónimos... não ligues!

Dobra disse...

Obrigada, Ana. Sei que há pessoas que se baralham, lamento apenas o facto de enviarem comentários anónimos a despropósito.O esclarecimento ficou feito, para quem dele precisar. Quanto ao resto, a caravana passará. Sempre.Beijos.

Enviar um comentário