22.5.12

Pedra dura


Andou com um pé atrás do outro e o da frente não avançava como queria. Andou tremendo de frio e suando com o calor das ideias em fila indiana para um almoço amigo. Andou enquanto pensava, porque o pensar acompanha os pés na estrada. Andou enquanto se perdia e perdeu-se num andar sozinho. Andou com a vontade magra de querer ir a lugar nenhum, e os pés tropeçaram numa pedra dura e preta que o caminho inútil lhe apresentou.

Sem comentários:

Publicar um comentário