20.5.12

Sabor


É doce, como o sabor do chocolate, com um travo pequeno a amargura. É doce porque mastigo devagar, e todos os dentes permitem o contentamento. É doce e pequeno, desfaz-se na boca em partículas de prazer. É o presente cheio de sumo e riso. É tão doce que desconfio. Porque o sabor existe quando, nele, colocamos o corpo inteiro.

3 comentários:

Anónimo disse...

Não desconfies, é mesmo assim, o sabor que descreves :)

Dobra disse...

Saiba, caro "anónimo", que certezas são baloiços parados, basta um empurrãozito e tornam-se alavancas que balançam na desconfiança. Com os sabores pode passar-se a mesma coisa :)) bjs

personne disse...

muito bom;)tudo:)

Enviar um comentário