28.6.08

CORES

O Sábado é o dia das cores. Levanto-me quando o encarnado está perto, vivo no amarelo das horas e saio quando o preto me leva ao verde sempre limpo. Depois, o branco recolhe-me no quente do corpo.

Sem comentários:

Publicar um comentário