15.11.11

Não te preocupes

Pieter Brueghel















Não te preocupes com aquilo que dizem. Faz das palavras que ouves o teu assento. Quando te levantares, agarra em todas as que te magoaram e derrete-as. Quanto às outras, o próprio vento se encarregará de as levar para longe. Não te preocupes nunca com aquilo que se dissipa. Preocupa-te com todas as palavras que constróis. Delas não deves fazer assento.

4 comentários:

ana sales pinheiro disse...

:) E dizem que os conselhos não se dão. Que se vendem e tal...
Bom!:)

Teresa disse...

Quanta verdade :)

carlos pereira disse...

Mas há as palavras que a própria língua não entende, os dicionários desconhecem, e todos os dias, principalmente nos momentos de crise moral,política,económica, e social, invadem o nosso quotidiano e perturbam o nosso coração e insultam a nossa inteligência. O que fazer com elas?

Dobra disse...

Ana - Os conselhos não servem para nada mesmo :)

Carlos - A todas as palavras que incomodam, não por serem incómodas mas por serem inúteis, sugiro transforma-las em gelo para futuras caipirinhas Sempre se transformam inutilidades em pequenos prazeres :))

Enviar um comentário