17.11.08

PARA LÁ DO CORPO, O GRITO


Conversar sobre sexo, continua a ser constrangedor para alguns. Na literatura, na pintura, na música e no cinema, o tema deixa de se tornar extraordinário para passar a ser reflectido com a beleza que se exige ou que se esconde.
Deve, o apelo ao belo, pretender-se quando, de sexo, falamos com quem entende a atitude para lá do acto, o desejo para lá da matéria e o grito para lá do corpo.

Sem comentários:

Publicar um comentário